was successfully added to your cart.

Carrinho

Segway X260, “déjà vu” ?

By março 28, 2021E-BIKE

Esta e-bike lhe é familiar? Saiba que não está enganado e as semelhanças com a Sur-Ron Light Bee não são coincidência.

Tudo remonta a 2015, ano em que a Segway surgiu com denuncias e disputas legais contra a Ninebot relativas a utilização indevida de patentes. O fabricante chinês acabou por adquiriu a americana Segway e a partir daí a Segway-Ninebot, participada em 20% pelo fabricante asiático de telemóveis Xiaomi, aproveitou as já crescentes tendências de micro-mobilidade elétrica para continuar desenvolver novos produtos e fortalecer a sua posição de peso no mercado internacional.

Em 2019 a Sur-Ron, que tinha já lançado o seu primeiro modelo da Light Bee em 2018, viu a Segway-Ninebot entrar no seu capital e passar a ser o seu maior acionista. Com esta joint venture a Sur-Ron, mantendo a sua operação independente, foi capaz de desenvolver um modelo de cooperação entre as duas marcas, alavancando os canais de distribuição das Segway, entre outros recursos.

Esta relação win-win que permitiu à Segway enriquecer a sua oferta de produtos, trouxe por sua vez à Sur-Ron a capacidade de ultrapassar as suas limitações como “Start-up”, desenvolvendo-se rapidamente em diversos campos e criando uma matriz de produtos mais abrangente, que está a permitir impulsionar o seu próprio crescimento.

É desta parceria que surgem os modelos Segway X160 e o X260, baseados na plataforma Sur-Ron, sobre a qual a Segway adicionou a sua marca e tonalidades, assim como uma app que permite a conectividade com a e-bike via Bluetooth, para que o condutor possa acompanhar as suas estatísticas de condução, percurso, e também alternar entre os modos de condução Sport e Eco.

A Segway comercializa estes produtos apenas nos mercados Norte Americano e chinês, enquanto a Sur-Ron continua também a operar e a fazer crescer a sua marca na Europa, desenvolvendo produtos que fazem fans e deixam clientes fidelizados.

A Sur-Ron redefiniu o conceito de e-bike, dotando a Light Bee de uma estrutura muito leve, que permite uma combinação entre força, velocidade e autonomia nunca antes vista. Em apenas dois anos entrou em mais de 32 países e vendeu mais de 10.000 unidades, e está agora disponível em Portugal onde promete continuar a surpreender os amantes do todo-o-terreno e conquistar os defensores de uma mobilidade urbana sustentável.

> Ler mais aqui.